menu2.jpg
Untitled Document
barra.jpg
Sexta-feira - Cuiabá, 20 de Outubro de 2017
menuesquerdo.jpg
 
meio.jpg
Pós-Graduação 2016
02/03/2016
 
 






 
07/03/2016
Fique por dentro!
1ª fase de enfrentamento ao Aedes visitou cerca de 22 mil imóveis e recolheu 480 toneladas de lixo em VG
 
 
 

   O Plano Emergencial de Enfrentamento ao mosquito Aedes aegypit em Várzea Grande encerra a primeira etapa de atividades e ações na Região do Grande Cristo Rei, e inicia a próxima fase no Setor II, que compreende a região central do município. Conforme balanço parcial levantado pela equipe técnica de trabalho da Vigilância em Saúde de Várzea Grande, nessa primeira fase foram visitados cerca de 22.000 imóveis, com abrangência de 40 bairros.

Do total de imóveis visitados, 2.938 foram constatados focos do mosquito Aedes, 2.474 receberam tratamento com larvicida, aplicado pelos Agentes de Combate a Endemias, 5.182 imóveis estavam fechados, e 51 moradores recusaram entrada dos agentes para realização das visitas domiciliares.

As atividades do Setor II serão iniciadas no dia 05 e encerram no dia 17 de março. O Dia D dessa região será no dia 11, onde concentrará grandes ações de mobilização popular. Os setores foram divididos com base na população total do município de Várzea Grande, cerca de 200 mil habitantes. Em cada etapa serão visitados, em média, 30 a 40 mil imóveis. “Vale lembrar que todos os bairros programados receberão as atividades por meio de mutirões, pois o Plano Emergencial no Enfrentamento ao mosquito Aedes Aegypit tem programação de atividades intensas e ininterruptas por 90 dias nos quatro setores da cidade definidos pela Vigilância em Saúde, abrangendo em torno de 372 pontos estratégicos.

O secretário municipal de Saúde de Várzea Grande, Cassius Clay, explicou ainda que o objetivo dos mutirões é focar os trabalhos na limpeza dos bolsões de lixo, coleta de pneus, vistoria em 100% dos imóveis residenciais e comerciais, vistoria e controle químico dos pontos estratégicos e coleta de entulhos. Até o momento, já foram retiradas mais de 480 toneladas de lixo.

Os bairros envolvidos nessa segunda etapa, e que compreendem o Setor II da região central e periférica, são: João Baracat, Capão Grande, Parque Tamoio, Praia Grande, Distrito Industrial, Eliane Gomes, Capão do Pequi, Poço Grande, Loteamento Pequizeiro, Residencial Gilson de Barros, Limpo Grande, Residencial São Carlos, São Simão, Ouro Verde, Água Limpa, Aeroporto Marechal Rondon, Jardim Aeroporto I e II, Nova Várzea Grande, Bonsucesso, Pai André, Gonçalo Botelho, Souza Lima, 13 de setembro, 24 de dezembro, 07 de maio, Residencial Brasil Novo, Cohab Nossa Senhora da Guia, Condomínio Miguel Lanna, Condomínio Elias Domingos, Residencial Nova Fronteira, Loteamento Sayonara, Colinas Verdejantes, Santa Cecília, Capela do Piçarrão, Vila Operária, Monte Castelo, Nova Era, Cohab São Gonçalo, Cohab Primavera, 15 de maio, Jardim Ikaray, Novo Horizonte, Residencial Dep. Milton, Parque Del Rey, Vila São João, Ouro Branco, Vitória Régia, Centro Sul, Tanque Seco, Pirineu, Costa Verde, Costa Verde I, II e III, Santa Maria, Ipase e Vila Ipase.

O terceiro setor definido para receber a ação do Plano Municipal de Combate ao mosquito Aedes abrange os bairros Jardim Glória, Mappin e região. As ações se iniciam no dia 19 de março e encerram no dia 31 de abril. O Dia “D” será no dia 25 de março. A quarta e última etapa do Plano será no bairro São Matheus e região, com início das atividades de coleta de lixo no dia 02 e encerramento no dia 09 de abril. O Dia “D” será no dia 08 de abril.

“A ideia é de que todos os bairros recebam gradativamente essa ação, considerada emergencial e educativa no convite aos moradores a integrarem e somar com a ação do Poder Público, mantendo quintais, lotes e terrenos limpos e livres da proliferação do mosquito”, completou Cassius Clay.

O telefone 3688-3186 é o canal de comunicação para que a população denuncie, reclame, dê sugestões e esclareça dúvidas do Plano de Ações que estão sendo executadas pela municipalidade. “Unidos, iremos vencer essa batalha contra o mosquito. Dados apontam que cerca de 90% dos criadouros estão dentro das residências, por isso a importância do envolvimento de todos nesse momento de crise. Permitam a entrada dos agentes de combate a endemias para execução dos trabalhos”, esclareceu o secretário.

DADOS - De acordo com dados do Sistema Nacional de Informação (Sinan), até o momento foram notificados 1.089 casos de zika vírus, 126 casos de dengue e 04 casos de febre chikungunya.

Mais informações acesse o site: http://www.varzeagrande.mt.gov.br/portal//conteudo/15484

(Fonte: Reporter Carolina Miranda / Foto Divulgação / Site: Prefeitura de VG)

 
 
 
 
rodape.jpg
 
Todos os direitos reservados para www.ive.edu.br - informações e contato através do telefone: 65 3388 8400