menu2.jpg
Untitled Document
barra.jpg
Segunda-feira - Cuiabá, 11 de Dezembro de 2017
menuesquerdo.jpg
 
meio.jpg
Pós-Graduação 2016
02/03/2016
 
 






 
08/02/2016
Combate ao vetor em VG
Exército Brasileiro é parceiro no combate ao mosquito Aedes aegypit em Várzea Grande
 
 
 

  O secretário municipal de Saúde de Várzea Grande, Cassius Clay de Azevedo participou na manhã desta sexta-feira (05), no Auditório da 13ª Brigada de Infantaria Motorizada, de uma coletiva de imprensa onde o assunto abordado foi a parceria do Exército Brasileiro com o Estado e municípios nas ações de combate ao mosquito Aedes aegypit em Mato Grosso. A parceria é um reforço nas ações que já vêm sendo desenvolvidas no enfrentamento e combate ao vetor em Várzea Grande.

O Exército Brasileiro vai disponibilizar para o Estado de Mato Grosso 1.000 homens que irão atuar como reforço nessas ações. Os gestores municipais apresentaram as demandas locais para a dispensação de soldados e militares para a execução das atividades.

Em Várzea Grande o Plano de Ações Emergenciais no enfrentamento ao mosquito Aedes aegypit será lançado oficialmente no dia 11 de fevereiro, às 15 horas, no Centro de Atendimento Especializado e Apoio a Inclusão João Ribeiro Filho - João Muleta (Antigo Dellanes Clube).  Serão 90 dias de atividades intensas e ininterruptas divididas em quatro etapas com visitas domiciliares dos agentes comunitários de saúde e de combate a endemias, limpeza e retirada dos bolsões de lixo e de terrenos baldios.  Cerca de 372 pontos estratégicos definidos pela Vigilância Municipal serão fiscalizados e os proprietários de terrenos não habitados e sem limpeza serão notificados, além dos outros encaminhamentos contidos no Plano.

A execução do Plano de Ação Municipal foi dividida por setores, onde todos os bairros receberão as atividades por meio de mutirões.  O primeiro mutirão será na região do Grande Cristo Rei na realização do Dia D de combate ao mosquito, dia 19 de fevereiro, às 09 horas, na Praça Áurea Bras. Cada etapa terá uma duração média de 15 dias em cada região.

No dia D serão utilizados 10 caminhões (carga seca e vasculante), 40 técnicos para fazer o serviço da limpeza, 220 pessoas para as visitas domiciliares, 20 pessoas para fazer o controle químico, 21 supervisores de campo e 04 supervisores gerais. “O principal objetivo do mutirão de limpeza, além de manter a limpeza dos bairros, é realizar o serviço de prevenção para que a população combata o mosquito diariamente. O Dia D de combate faz parte do Plano Emergencial de Combate ao mosquito elaborado pelo município sendo dividido em quatro setores. A região do Grande Cristo Rei será a primeira a receber o Mutirão, englobando 37 mil imóveis residenciais. Cada etapa irá durar em média 15 dias de trabalho ininterruptos com encerramento previsto para o mês de abril. A ação visa recolher entulhos, galhadas e lixos afins. A meta é combater o mosquito Aedes aegypti, bem como acabar com os criadouros do vetor”, disse o secretário municipal de Saúde, Cassius Clay de Azevedo.

Depois da ação na região do Grande Cristo Rei, os próximos bairros a receber os mutirões serão: Setor 02 - Regiões do Centro de Várzea Grande, Pai André e Bonsucesso. Setor 03 - Regiões dos bairros Jardim Glória, Figueirinha, Nova Esperança e Mapim e Setor 04 - Regiões dos bairros São Mateus e Jardim Marajoara. Os setores foram divididos com base na população total do município de Várzea Grande, cerca de 200 mil habitantes. Em cada etapa serão visitados em média 30 a 40 mil imóveis. “A ideia é de que todos os bairros recebam gradativamente essa ação, considerada emergencial e coercitiva aos moradores que tenham quintais, lotes e terrenos baldios, objetivando ao mesmo tempo conscientizá-los e notificar sobre a importância de manter seus quintais limpos e assim evitar a proliferação do mosquito”, destacou o secretário Cassius.

O telefone 3688-3186 é o canal de comunicação para que a população denuncie, reclame, dê sugestões e esclareça dúvidas do Plano e das ações que estão sendo executadas pela municipalidade. “Todos unidos iremos vencer essa batalha contra o mosquito. Dados apontam que cerca de 90% dos criadouros estão dentro das residências, por isso a importância do envolvimento de todos nesse momento de crise”, esclareceu o secretário.

DADOS - De acordo com dados do Sistema Nacional de Informação (Sinan) até o momento foram notificados 780 casos de zika vírus, 58 casos de dengue e nenhum registro de chikungunya.

Mais informações acesse:  http://www.varzeagrande.mt.gov.br/portal/conteudo/15374

(Fonte: Assessora de Comunicação- SMS-VG / Reporter Carolina Miranda / Foto Divulgação / Site: Prefeitura de VG)

 
 
 
 
rodape.jpg
 
Todos os direitos reservados para www.ive.edu.br - informações e contato através do telefone: 65 3388 8400